MP abre processo contra servidor que disparou contra procurador e promotor no RN

Ivan Richard Esposito - Repórter da Agência Brasil

Quatro dias após o atentado a tiros contra o procurador-geral adjunto do Ministério Público do Rio Grande do Norte, Jovino Pereira da Costa Sobrinho, e o promotor de Justiça Wendell Beetoven Ribeiro, o corregedor nacional do Ministério Público, Cláudio Portela, instaurou hoje (28) processo administrativo disciplinar para apurar a conduta do servidor Guilherme Wanderley Lopes da Silva, autor dos disparos.

De acordo com o conselho, com a abertura do processo, ele será distribuído a um conselheiro relator, que colherá o depoimento do acusado e conduzirá o processo no prazo de 90 dias.

Para o corregedor nacional, as circunstâncias do crime indicam a prática das faltas disciplinares que poderão resultar na demissão do servidor. Em nota, a assessoria do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) informou que o corregedor nacional propôs que Silva seja notificado pessoalmente da decisão da instauração do processo. O objetivo é possibilitar a apresentação de manifestações e a sustentação oral na próxima sessão ordinária do conselho, marcada para o dia 24 de abril.

Durante a sessão, o conselheiro e decano do órgão, Antônio Duarte, manifestou solidariedade aos membros do Ministério Público do Rio Grande do Norte e apoio às famílias dos servidores atingidos.

Na última sexta-feira (24), por volta das 10h30, na sede do Ministério Público do Rio Grande do Norte, em Natal, Guilherme Wanderley Lopes da Silva, servidor concursado do órgão e que trabalhava como assessor de uma procuradoria, disparou contra Jovino Pereira da Costa Sobrinho e contra o promotor de Justiça Wendell Beetoven Ribeiro, lotado no Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

De acordo com relato de testemunhas, Silva ingressou na sala onde o procurador-geral e o promotor participavam de uma reunião administrativa e, bastante exaltado, sacou a arma e disparou a esmo. Sobrinho foi atingido por um tiro no abdômen e um dos tiros atingiu Beetoven Ribeiro no tórax.

Os dois foram levados inicialmente para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho. De lá, as duas vítimas foram transferidas para o Hospital Público Monsenhor Walfredo Gurgel, onde foram submetidas a cirurgias e passam bem, com quadro clínico estável.


 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos