Janot quer ouvir delatores da Odebrecht em ação sobre Angra 3

André Richter - Repórter da Agência Brasil

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu hoje (29) ao Supremo Tribunal Federal (STF) autorização para realizar o depoimento de três delatores ligados à empreiteira Odebrecht no inquérito sobre supostos desvios na construção da Usina Nuclear Angra 3, no Rio de Janeiro. Janot pretende ouvir os ex-executivos Marcelo Odebrecht, Fábio Gandolfo e Henrique Pessoa Mendes Neto em 30 dias.

O pedido de autorização foi encaminhado ao ministro Edson Fachin, relator do processo que apura suposto cartel de empreiteiras para fraudar as obras e repassar recursos desviados a partidos. São investigados os senadores Romero Jucá (PMDB-RR), Edison Lobão (PMDB-MA) e Renan Calheiros (PMDB-AL), além do ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Raimundo Carreiro. As acusações foram feitas nos depoimentos de delação do empreiteiro Ricardo Pessoa, em 2015.

As supostas fraudes foram descobertas na 16ª fase da Lava Jato, batizada de Radioatividade, em 2015, desencadeada a partir do depoimento do ex-executivo da Camargo Corrêa, Dalton Avancini, que assinou acordo de delação premiada com a Justiça Federal. Na delação, ele revelou a existência de um cartel nas contratações de obras da Angra 3.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos