Mais de 500 mil paulistas podem ter o título eleitoral cancelado

Bruno Bocchini - Repórter da Agência Brasil

Título eleitoral pode ser cancelado em caso de irregularidades Arquivo/Agência Brasil

Mais de 500 mil paulistas podem ter o título eleitoral cancelado caso não regularizem a situação em um cartório eleitoral até o próximo dia 2 de maio. Até o momento, apenas 1,63% (8.623) dos 529.818 eleitores paulistas que não votaram e não justificaram a ausência nas três últimas eleições regularizaram a situação com a Justiça Eleitoral. Quem quiser conferir sua situação pode consultar o site do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP).

Com o título cancelado, o eleitor é impedido de obter passaporte, participar de concursos públicos, assumir cargo ou função pública, renovar matrícula em estabelecimentos oficiais de ensino, obter empréstimos na Caixa Econômica Federal (CEF), entre outras sanções.

Para regularizar a situação eleitoral, é necessário agendar data e horário no site do TRE-SP, na seção serviços ao eleitor, e comparecer ao cartório portando documento oficial e, se possível, os comprovantes de votação, de justificativa e de quitação de multa. Segundo o tribunal, dois turnos de uma mesma eleição são considerados duas eleições para efeito de cancelamento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos