Mostra de cinema italiano tem primeira edição em Campinas

Camila Boehm - Repórter da Agência Brasil

A 1ª Mostra de Cinema Italiano ocorre na cidade de Campinas, no estado de São Paulo, até o dia 13 deste mês, com entrada gratuita. Foram selecionados 15 filmes contemporâneos, além de três clássicos do diretor Elio Petri (1929-1982), que é o homenageado do evento. Autor de um cinema político, Petri evidenciou mudanças na Itália do pós-guerra a partir do realismo.

Cena do Filme Loucas de Alegria, de Elio PetriFoto Paolo Ciriello/ Divulgação filme Loucas de Alegria

A mostra tem o objetivo de aproximar a produção recente do cinema italiano do público brasileiro. "É uma produção que não tem uma distribuição tão forte ainda no Brasil. O brasileiro conhece muito o cinema italiano, é um cinema de projeção internacional, é um cinema clássico, de produção importantíssima, porém o cinema italiano que conhecemos ainda é o cinema clássico: é o [Federico] Fellini, o [Pier Paolo] Pasolini, o [Roberto] Rossellini", disse o secretário de Cultura do município, Ney Carrasco.

"A Itália continua a ter uma produção de cinema forte e significativa, de atores jovens, diretores jovens, roteiristas. Mas por alguma razão essa produção não tem a mesma penetração no mercado brasileiro que tinha no passado", acrescentou. Carrasco disse ainda que esta é a primeira de cinco mostras que ocorrerão na cidade, após parceria da prefeitura de Campinas com o Instituto Luce Cinecittà (vinculado ao Ministério de Patrimônio e da Atividade Cultural e do Turismo da Itália).

Homenagem

O cineasta Elio Petri, homenageado desta edição,  ganhou o Oscar de melhor filme estrangeiro em 1971 com Investigação Sobre um Cidadão Acima de Qualquer Suspeita (Indagine su un cittadino al di sopra di ogni sospetto), que será exibido na mostra. O público poderá conferir também A Classe Operária Vai ao Paraíso e Juízo final, do mesmo diretor. Sua carreira inclui o roteiro de 30 filmes e direção de outros 18, além de conquistar prêmios nos festivais de Cannes, Berlin, Veneza e Mar del Plata.

"Elio Petri é um cineasta da geração clássica e que fez filmes extremamente importantes. Ele tinha sempre um recorte social muito forte, é um cineasta que tem uma abordagem de questões sociais importantes", disse Carrasco.

A entrada para as sessões é gratuita e vão ocorrer na Estação Cultura, na sede da Società Italiana Lavoro e Progresso, no Top CinePlex e no Teatro Castro Mendes. O evento conta ainda com atividades acadêmicas em universidades e um festival gastronômico - o Cine Gourmet - que ocorre neste domingo (9), na Praça Carlos Gomes, e vai oferecer pratos inspirados no cinema italiano, com preços que variam de R$ 5,00 a R$ 20,00. Confira a programação completa no link: https://cinemaitaliano.campinas.sp.gov.br/programacao

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos