IML reafirma morte cardíaca de adolescente perseguido por seguranças do Habib's

Camila Maciel - Repórter da Agência Brasil

O Instituto Médico Legal (IML) de São Paulo confirmou hoje (12) o laudo inicial da morte de João Victor de Souza Carvalho, de 13 anos. O exame diz que ele morreu "por origem cardíaca com o abuso crônico de drogas". O adolescente morreu em frente ao restaurante Habib's no dia 26 de fevereiro. A família e testemunhas culpam dois funcionários da rede de restaurantes, que são vistos em imagens de câmera de segurança arrastando e abandonando o corpo do adolescente na calçada. Decisão da Justiça determinou a exumação do corpo para que fosse feito o novo laudo.

O exame diz ainda que não foram encontradas lesões traumáticas como responsáveis pela morte e que foram feitos exames de tomografia computadorizada. "Os exames histológicos realizados no coração de João Vitor evidenciaram, novamente, lesões crônicas e extensas causadas por uso de drogas, a saber, cocaína e tricloroetileno, compatíveis com coração de indivíduo idoso, de cerca de 90 anos, apesar de o jovem ter apenas 13 anos", diz nota enviada pela Secretaria de Segurança Pública. O corpo de João Vitor foi exumado no dia 3 de abril.


 


 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos