Rádio Nacional reúne pioneiros em programação do aniversário de Brasília

Paula Laboissière - Repórter da Agência Brasil

No aniversário de 57 anos da capital federal, celebrado hoje (21), a Rádio Nacional de Brasília, emissora da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), faz uma transmissão especial direto do Museu Vivo da Memória Candanga, no Núcleo Bandeirante. Durante todo o dia, os programas da emissora serão transmitidos diretamente do antigo acampamento de trabalhadores que construíram a cidade. A programação é aberta ao público e conta com a presença de fundadores, historiadores, músicos e nomes de referência na história de Brasília.

Em entrevista ao programa Revista Brasília, o primeiro presidente da Assembleia Legislativa do Distrito Federal, Salviano Guimarães, lembrou da época em que a capital ainda estava se consolidando. "Quando fomos eleitos, éramos 24 deputados, mas não tínhamos sede, organização, não tínhamos nada", contou. "Foi uma epopeia, assim como foi a construção da cidade", completou. Aluno do curso de arquitetura na então recém-inaugurada Universidade de Brasília (UnB), Guimarães teve como professores nomes como Oscar Niemeyer e Athos Bulcão.

Outro entrevistado da Rádio Nacional, o historiador Luiz Ricardo Magalhães, destacou o protagonismo da população que já vivia na região e pode acompanhar de perto o surgimento da nova capital. "Era uma expectativa antiga, de muitos anos", lembrou. Para Magalhães, o marco dos 57 anos da capital federal tem um significado especial, já que ele nasceu no município goiano de Formosa no ano de 1957, pouco antes da transferência da sede do governo. "A história de Brasília tem vários lados e os atores regionais tiveram um papel fundamental", completou.

A história da Rádio Nacional de Brasília se confunde com a própria trajetória da cidade. A emissora foi criada em 1958 para apoiar a construção de Brasília e servir como meio de comunicação para os trabalhadores que estavam construindo a nova capital.

Museu Vivo da Memória Candanga, no Núcleo Bandeirante (DF), foi acampamento dos pioneiros da cidadeValter Campanato/Agência Brasil

Programação especial

À tarde, a programação especial da Rádio Nacional começa com o programa Cotidiano, às 14h, que vai conversar com a responsável pelo projeto Memórias Femininas de Brasília, Tânia Fontenele. Depois, a programação segue com o Tarde Nacional, com muita música e cultura. Entre os convidados estão o coletivo de artistas Música na Árvore, o cantor da Plebe Rude, Philippe Seabra; o poeta Nicolas Behr; as cantoras Zélia Duncan e Wanderléa; e a companhia Transições Cia de Dança e Artes, contando um pouco mais sobre o espetáculo As faces de um povo centenário.

A Rádio Nacional de Brasília pode ser sintonizada na frequência 980KHz AM e também online, no site da emissora. Ouça aqui.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos