Em nota, Temer lamenta morte de Carlos Chagas

Marcelo Brandão - Repórter da Agência Brasil

O presidente Michel Temer lamentou a morte do jornalista Carlos Chagas. Em nota oficial, Temer citou Chagas como "uma das maiores referências do jornalismo" brasileiro e responsável pela formação de mais de uma geração de profissionais de imprensa.

"Deixa como principal legado o compromisso com a verdade e a sua responsabilidade no trato da notícia. E sai de cena em um momento em que essas suas características, como homem e como profissional, são cada vez mais necessárias ao país e ao mundo. Que a sua nobre lembrança conforte seus familiares e nos inspire na reconstrução de um Brasil grande e justo, como o idealizado e defendido por Carlos Chagas", disse o presidente.

Temer não se limitou à nota oficial. Em sua conta no Twitter, ele chamou o jornalista de "intransigente defensor da ética".

A morte do jornalista foi informada em uma rede social pela filha Helena Chagas, também jornalista e ministra da Secretaria de Comunicação Social no governo Dilma Rousseff.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos