Varejo paulista espera crescimento de 4% nas vendas de maio

Camila Maciel - Repórter da Agência Brasil

O varejo paulista estima um crescimento de 4% nas vendas do mês de maio, na comparação com o mesmo período do ano passado. Projeção da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de São Paulo (FecomercioSP) indica que, no mês em que se comemora o Dia das Mães, o comércio deve faturar R$ 50 bilhões no estado. Na cidade de São Paulo, as vendas devem alcançar R$ 16 bilhões, alta de 5% em relação a maio de 2016.

De acordo com a entidade, o cálculo é feito considerando as principais variáveis conjunturais, como a queda da inflação, os cortes na taxa básica de juros e a elevação na renda agrícola, por causa do aumento de exportações de commodities, que tem relevância na economia paulista. A FecomercioSP destaca que esses fatores "revelam uma combinação positiva de elementos determinantes do movimento varejista".

Na avaliação por setor, a previsão de crescimento nas vendas de eletrodomésticos e eletrônicos deve ocorrer mais pela base comparativa fraca de 2016 - quando as vendas caíram 15% - do que por um aumento de vendas real. A alta mais expressiva deve ser registrada no setor de farmácia e perfumaria, com uma estimativa de que crescimento "dois dígitos no mês".

"A federação pondera que o bom desempenho esperado para o varejo no mês do Dia das Mães não deve ser totalmente creditado a um aumento expressivo de vendas na data comemorativa, mas sim a uma combinação de fatores específicos que estão marcando o atual processo de normalização do ritmo da atividade varejista", avalia a entidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos