BNDES instaura comissão para apurar fatos ligados às operações com JBS

Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil

A presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Maria Sílvia Bastos Marques, constituiu ontem (16) uma Comissão de Apuração Interna (CAI) para avaliar todos os fatos relacionados às operações realizadas pelo Sistema BNDES com a empresa JBS.

Em nota divulgada à imprensa, o banco esclareceu que a medida foi motivada pelo "inquérito em andamento na Polícia Federal e o interesse da diretoria e dos empregados do banco na apuração dos atos e fatos relacionados a essas operações".

Cerca de 37 servidores da instituição foram levados coercitivamente para depor na Polícia Federal na última sexta-feira (12), na Operação Bullish, que investiga irregularidades em aportes de R$ 8,1 bilhões da BNDESPar - braço do banco voltado para a participação acionária em outras empresas - à JBS, de 2007 a 2011.

Entre os problemas citados aparecem a compra, pelo BNDESPar, de ações da empresa frigorífica por valores acima dos de mercado, além da não devolução de recursos que haviam sido liberados pelo banco de fomento para uma aquisição empresarial que não se concretizou.

A ação da PF foi considerada violenta e arbitrária por dirigentes da Associação dos Funcionários do BNDES (AFBNDES), que manifestaram no mesmo dia solidariedade aos colegas alvo da operação, entre os quais uma mulher grávida de 39 semanas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos