Ministério autua três empresas em São Paulo por irregularidades trabalhistas

Elaine Patricia Cruz - Repórter da Agência Brasil

Três empresas paulistas foram autuadas hoje (24) pelo Ministério do Trabalho por irregularidades trabalhistas, como manutenção de empregados sem registro em carteira, cobrança de alojamento e ilegalidades no pagamento de gorjetas. As autuações ocorreram em Campo Limpo Paulista, Osasco e na capital paulista.

Segundo o Ministério do Trabalho, durante a autuação, 25 trabalhadores foram encontrados em situação irregular. Todos tiveram seus contratos formalizados e, de acordo com o ministério, foi feito o recolhimento retroativo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

"É imprescindível que o trabalhador tenha condições decentes, salário justo e segurança para o desempenho de suas atividades. Não seremos jamais coniventes com o trabalho escravo", disse o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira. "O Brasil não pode conviver com essa prática nefasta, que é um atentado contra a dignidade humana. Essas ações coordenadas pelo Ministério do Trabalho são feitas de forma intensa e vão continuar", acrescentou.

A operação que flagrou as irregularidades ocorreu entre os dias 9 e 19 de maio, em parceria com o Ministério Público do Trabalho, a Defensoria Pública da União e a Polícia Federal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos