PF apura desvio no Programa de Atenção Integral à Família no interior de SP

Fernanda Cruz - Repórter da Agência Brasil

A Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão pela Operação Arranjo em cinco cidades da região de Jales, no noroeste do estado de São Paulo. Os policiais estiveram na manhã de hoje (1º) em empresas suspeitas de desvio de recursos federais do Programa de Atenção Integral à Família.

O programa, voltado para o apoio de famílias em vulnerabilidade social, conta com visitas domiciliares, ações comunitárias, palestras, campanhas e eventos. As investigações apontam licitações e pagamentos suspeitos destinados à Secretaria de Ação Social do município de Urânia (SP).

Segundo apurou a PF, houve fatiamento nas licitações de cursos e palestras entre empresas, de forma a evitar disputa nas licitações. Vários cursos não foram realizados, mesmo com os pagamentos efetuados. Apenas em Urânia, a suspeita é que R$ 300 mil tenham sido desviados.

Na operação de hoje, 50 policiais federais cumpriram 11 mandados de busca e apreensão em Urânia, Jales, Mira Estrela, Fernandópolis e Santa Fé do Sul. Foram vasculhadas as sedes das empresas envolvidas e as residências de seus proprietários, servidores e outros investigados.

O ex-prefeito de Urânia Francisco Airton Aracuza e quatro assessores foram presos na Operação Repartição, que investigava desvio de recursos da repatriação do governo federal. Todos os investigados serão indiciados pelos crimes de peculato, associação criminosa e fraude em licitação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos