Mais de 4 mil agentes reforçam segurança para julgamento da chapa Dilma-Temer

Ivan Richard Esposito - Repórter da Agência Brasil

Esquema de segurança do TSE é reforçado para o julgamento da ação em que o PSDB pede a cassação da chapa Dilma-TemerFabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Mais de 4 mil agentes reforçam a segurança dentro e fora do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para a retomada do julgamento da ação em que o PSDB pede a cassação da chapa Dilma-Temer. Seguranças do TSE, policiais militares do Distrito Federal, com a Tropa de Choque, e agentes de inteligência da Polícia Federal participam do esquema.

Do lado de fora do prédio, centenas de policiais fazem a vigilância de todos os acessos à sede do tribunal. Foram instaladas grades de contenção para evitar que pessoas não autorizadas e sem credenciamento se aproximem do local do julgamento. Dentro do prédio, há detectores de metal perto do auditório onde ocorre o julgamento.

Segundo o coordenador de Segurança do TSE, Hélio Faria, desde a meia-noite de hoje foram instaladas barreiras de contenção de trânsito e de limitação de acesso ao TSE. A partir do meio-dia, os policiais montaram bloqueios nas entradas e todas as vias limítrofes do tribunal.

À tarde, o esquadrão antibombas, com cães farejadores, fez varreduras dentro do edifício-sede do TSE.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos