Olinto: alterações em pesquisas do IBGE serão anunciadas com antecedência maior

Daniel Mello - Repórter da Agência Brasil

O presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Roberto Olinto, disse hoje (6), em coletiva de imprensa em São Paulo, que as alterações em pesquisas feitas pelo instituto serão anunciadas com dois meses de antecedência, não mais com 30 dias, como ocorria anteriormente. "A gente passa a publicar com dois meses de antecedência um aviso com a descrição da mudança e o que vai ser feito", disse.

Neste ano, alterações feitas na pesquisa do IBGE levaram à revisão dos números da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) para janeiro, um dos componentes de medição do Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas em um país). Na primeira divulgação, em março, o PMC indicava uma queda de 0,7% no movimento do varejo em janeiro em relação a dezembro. Na revisão, publicada em abril, o IBGE constatou uma alta de 5,5% na comparação entre os dois meses. O PIB no primeiro trimestre de ano que cresceu 1% após dois anos de queda.

"A metodologia da pesquisa é a mesma. O que houve foi uma atualização amostral e dos pesos de agregação", disse Olinto ao explicar a revisão. Segundo o presidente, as atualizações da importância das empresas pesquisadas são feitas periodicamente.

Olinto declarou ainda a intenção do instituto de se aproximar de outras entidades que colhem informações estatísticas para diminuir os custos das pesquisas e aumentar a qualidade dos dados elaborados. Entre os "produtores de informação" que o órgão está buscando se aproximar, o presidente citou a Receita Federal e o Comitê Gestor da Internet.

Posse

Funcionário de carreira do instituto desde 1980, Olinto tomou posse como presidente na quinta-feira (1º). "O IBGE sempre foi um órgão técnico, nem por um momento a gente deixou de ser. Mesmo na gestão do presidente passado. O IBGE não é o seu presidente, é o seu corpo técnico. Você não consegue mexer no IBGE porque o IBGE tem um corpo técnico absolutamente responsável e consciente", disse.

 

 


 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos