Vendas para o Dia dos Namorados podem crescer 1,5% no Rio

Douglas Correa - Repórter da Agência Brasil

O comércio lojista do Rio de Janeiro espera vender 1,5% a mais no Dia dos Namorados (12 de junho), que, depois do Natal e do Dia das Mães, é a maior data comemorativa do setor. É o que mostra pesquisa do Centro de Estudos do Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro. Foram ouvidos 500 lojistas.

Eles estimam que o preço médio dos presentes por pessoa deve ser de R$ 100 e que os clientes deverão utilizar o cartão de crédito parcelado como forma de pagamento, seguido do cartão de débito, cheque, a prazo (crediário) e dinheiro.

Roupas esportivas, agasalhos, calçados, tênis, bolsas e acessórios, jóias, bijuterias, perfumes, lingerie, celulares, produtos de beleza e flores devem ser os produtos mais vendidos para o Dia dos Namorados. Outro dado levantado pela pesquisa é que as mulheres são as que mais presenteiam e a preferência pela compra na loja presencial é maior do que pela internet.

O presidente do Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro, Aldo Gonçalves disse que, mesmo com essa expectativa de crescimento, os lojistas acenderam a luz amarela por causa do mau desempenho das vendas no Dia das Mães, em maio.

Mesmo sendo a terceira data comemorativa mais importante para o comércio, o setor está preocupado com o atual momento da economia, especialmente no Estado do Rio de Janeiro, que enfrenta a maior crise financeira e de violência da sua história, o que tem colaborado para afastar ainda mais os consumidores das compras.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos