PF combate fraudes em licitações de obras de asfaltamento no Rio Grande do Sul

Daniel Isaia - Correspondente da Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (7) a Operação Entrega Simulada para desarticular uma organização criminosa especializada em fraudar licitações e execução de obras públicas no Rio Grande do Sul. Mais de 80 agentes cumprem 27 mandados judiciais, sendo nove de prisão, nas cidades de Frederico Westphalen, Seberi, Derrubadas, Vicente Dutra e Barra do Guarita, no Noroeste gaúcho, além da capital Porto Alegre.

Os criminosos fraudaram pelo menos 20 contratos que totalizam mais de R$ 30 milhões, principalmente para asfaltamento de ruas nestes municípios. O prejuízo estimado pela PF é de cerca de R$ 10 milhões.

Segundo a PF, a organização criminosa pesava caminhões carregados com material diverso do contratado e, posteriormente, emitia comprovantes de pesagem para simular a entrega de asfalto nas obras públicas. Em uma das obras investigadas pela polícia, os envolvidos desviaram aproximadamente 400 toneladas de asfalto.

A operação começou em julho do ano passado. Além das fraudes em licitações e execução de obras, a PF apura também a participação dos envolvidos em crimes contra a ordem tributária, sonegação de contribuição previdenciária, estelionato, tráfico de influência, fraude processual, corrupção ativa e passiva, dentre outros crimes.

Os presos e o material apreendido na Operação Entrega Simulada estão sendo encaminhados para a sede da Polícia Federal em Santo Ângelo, também no Noroeste do Rio Grande do Sul.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos