Justiça determina transferência de detento que incitava brigas entre torcidas

Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil

A Justiça do Rio concedeu, a pedido do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, a transferência do detento Vitor Portêncio da Silva, flagrado em áudio dando ordens por telefone, de dentro da cadeia, para incitar brigas entre torcidas organizadas. Conhecido como Gringo, ele será transferido para o presídio de Bangu I, unidade de segurança máxima, em Regime Disciplinar Diferenciado (RDD).

Gringo, que é integrante da Torcida Jovem do Flamengo, está preso há cerca de três meses. Ele foi denunciado pela 23ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal, acusado de participar do assassinato do torcedor do Botafogo Diego Silva dos Santos, 28 anos, no dia 12 de fevereiro deste ano, em uma briga entre torcedores do lado de fora do Estádio Nilton Santos, o Engenhão, na zona norte do Rio.

A vítima foi espancada e morta a golpes de espeto de churrasco. Neste dia, ocorreu no estádio a partida entre Flamengo e Botafogo, pelo Campeonato Carioca. Gringo responde na Justiça pelos crimes de homicídio, associação criminosa e roubo qualificado. O torcedor flamenguista está preso no Presídio Cotrim Neto, em Japeri, na Baixada Fluminense.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos