No Rio, policial militar morre em ataque de criminosos à UPP da Mangueira

Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil

Um policial militar morreu hoje (17), por volta das 8h, quando criminosos armados atacaram a base da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) no Morro do Telégrafo, que compõe o complexo da Mangueira, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro. De acordo com a assessoria de imprensa da UPP, o cabo Bruno dos Santos Leonardo, de 29 anos, foi atingido na cabeça.

Ele chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Quinta D'Or, que fica próximo à Mangueira, mas não resistiu ao ferimento. Azevedo estava na Polícia Militar há seis anos, era casado e tinha uma filha e um enteado.

Outro policial, que não teve o nome divulgado, foi atingido na perna e passa por exames no Quinta D'Or. Depois do ataque, o policiamento foi reforçado na comunidade. Policiais do Comando de Operações Especiais, de batalhões da região e de outras UPPs fazem uma ação na Mangueira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos