Resultado de julgamento de executivos da Mendes Júnior no TRF4 é adiado

Daniel Isaia - Correspondente da Agência Brasil

O resultado da apelação criminal envolvendo os executivos da empreiteira Mendes Júnior no âmbito da Operação Lava Jato foi adiado no julgamento realizado ontem (19) pela 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre.

Durante a sessão, foram ouvidos os votos dos desembargadores federais João Pedro Gebran Neto, revisor do processo, e Leandro Paulsen, relator. O desembargador Victor Luiz dos Santos Laus pediu vista do processo e só deve proferir seu voto em nova sessão, marcada para o dia 2 de agosto.

Apenas depois de todos os desembargadores votarem é que a sentença é divulgada. Se não houver unanimidade na decisão, cabem recursos da defesa.

Nesta ação em segunda instância, apelaram contra a sentença proferida pelo juiz Sérgio Moro o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa (condenado a 10 anos de prisão), o ex-vice-presidente da Mendes Júnior Sérgio Cunha Mendes (condenado a 19 anos e 4 meses), cinco executivos da empreiteira e o ex-sócio da Corretora Bônus Banval Enivaldo Quadrado.

O Ministério Público Federal (MPF) recorreu contra a sentença de quatro réus, incluindo o doleiro Alberto Youssef, que foi condenado por Moro a 20 anos e 4 meses de prisão neste processo.

Esta é a 13ª apelação criminal que tramita na 8ª Turma com origem nos processos da Operação Lava Jato, julgados pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos