Senador republicano John McCain é diagnosticado com câncer no cérebro

Washington

O senador e candidato republicano à presidência dos Estados Unidos em 2008, John McCain, foi diagnosticado com um tumor no cérebro. A informação é da agência de notícias EFE.

O senador passou por uma operação na última sexta-feira para a retirada de um coágulo de sangue acima de seu olho esquerdo, que só agora foi associado ao tumor.

"O senador e sua família estão analisando as opções futuras de tratamento com a equipe médica da Mayo Clinic. Essas opções podem incluir uma combinação de quimioterapia e radiação", disse o escritório de McCain, em comunicado.

"Os médicos do senador dizem que ele está se recuperando de sua cirurgia assombrosamente bem", acrescentou a nota.

A cirurgia do senador fez com que os republicanos atrasassem a votação da nova lei de saúde, para substituir o chamado Obamacare, no Senado. No entanto, não se sabia até então da gravidade do estado de saúde do parlamentar, uma das principais lideranças do partido.

McCain combateu na Guerra do Vietnã, na qual foi capturado e mantido prisioneiro por mais de cinco anos, e desde 1987 é senador pelo Arizona. Em 2008 perdeu as eleições presidenciais na disputa com Barack Obama.

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse, em um comunicado, que McCain "foi sempre um lutador",  desejou uma "pronta recuperação" e enviou suas "orações" e as da primeira-dama, Melania, ao senador e sua família.

Já seu antecessor no cargo, Barack Obama, destacou que McCain é um "herói" americano e um dos combatentes "mais valentes" que conheceu: "O câncer não sabe em quem tropeçou. Acaba com ele, John!".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos