Fiscalização da Lei Seca flagra 2.812 motoristas em Salvador este ano

Sayonara Moreno - Repórter da Agência Brasil

Desde o início do ano, 2.812 motoristas de Salvador foram notificados por dirigirem após ingestão de bebida alcoólica. Os dados são da Superintendência de Trânsito Municipal (Transalvador), que encaminhou, entre os flagrados pela Lei Seca, 19 pessoas à delegacia, por crime de trânsito.

Além dos casos em que se configura crime de trânsito, 2.634 carteiras de habilitação foram retidas e 840 veículos removidos para o pátio da superintendência.

Apesar da gravidade de ainda haver quem cometa esse tipo de infração, a Transalvador comemora o fato de o número de acidentes com vítimas - feridas e fatais - ter diminuído 36%, desde 2012. O número de mortes no trânsito na capital baiana, consequentemente, reduziu em 45%, desde então.

As penalidades a quem dirige alcoolizado podem ser administrativas ou criminais e, mesmo que o motorista se recuse a fazer o teste do bafômetro, é notificado por infração gravíssima. A multa é no valor de R$ 2.934,70 e o infrator é impedido de dirigir por 12 meses.

Caso o motorista seja flagrado com mais de 0,3 miligrama de álcool por litro de ar alveolar, está praticando um crime, cuja pena pode variar de seis meses a um ano de prisão. Mesmo assim, deve pagar a multa pela infração e pode ter a carteira de habilitação suspensa ou ser perder o direito de dirigir.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos