Leilão em benefício de vítimas da tragédia de Mariana arrecada cerca de R$ 8 mil

Léo Rodrigues - Correspondente da Agência Brasil

O leilão dos objetos doados por artistas e personalidades aos moradores de Mariana (MG) atingidos pelo rompimento da barragem de Fundão arrecadou R$7.995. O processo ocorreu de forma virtual e se encerrou ontem (20) às 19h.

Os itens doados pelo ex-jogador Zico foram os que atingiram maior valor. Uma camisa da seleção brasileira utilizada na Copa do Mundo de 1982 recebeu 17 ofertas e foi vendida por R$2.550. O maior número de lances foi dado em um agasalho da delegação do Brasil usada na mesma Copa. Com 19 interessados, ele foi arrematado por R$2.460.

Camisa doada por Zico alcançou o maior valor do leilão: após 17 ofertas, foi vendida por R$2.550MPMG - Divulgação

Outro objeto que também contribuiu com uma boa arrecadação foi o relógio da marca Marc Coblen enviado pelo apresentador Fausto Silva. Com 12 ofertas, ele acabou vendido por R$1.485. Apenas um item não recebeu ofertas: um avental utilizado por um dos participantes do programa Master Chef, cujo lance inicial era de R$ 50.

A barragem de Fundão, pertencente à mineradora Samarco, rompeu-se no dia 5 de novembro de 2015. No episódio, que é considerado a maior tragédia ambiental do país, foram liberados mais de 60 milhões de metros cúbicos de rejeitos. Houve devastação da vegetação nativa, poluição da Bacia do Rio Doce e destruição de comunidades. Dezenove pessoas morreram.

Em solidariedade, artistas e personalidades doaram diversos artigos às vítimas da tragédia, em sua maioria os moradores dos distritos de Bento Rodrigues e Paracatu, que foram totalmente destruídos. Outros objetos que foram enviados são DVD, CDs, disco de vinil e livros de autoria da cantora Fernanda Takai, CDs de Lô Borges autografados, uma caneta do apresentador Fausto Silva e um DVD do cantor Lucas Lucco, além de diversos produtos personalizados doados pela apresentadora Ana Maria Braga: um livro de receitas, dois frascos de esmalte, uma faca e uma cafeteira.

Os participantes que arremataram objetos vão recebê-los pelos correios. Dos recursos arrecadados, 5% serão destinados à comissão do leiloeiro responsável pela plataforma virtual. O restante será depositado em juízo e as famílias afetadas pela tragédia definirão em assembleia a forma como ele será empregado. Todo o processo é acompanhado pelo Ministério Público de Minas Gerais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos