Morro do Vidigal, até então considerado tranquilo, entra no mapa da violência

Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil

O Morro do Vidigal, em São Conrado, na zona sul do Rio de Janeiro, é um local considerado privilegiado devido à tranquilidade que se instalou na comunidade nos últimos anos com a implantação de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). A presença da polícia, inclusive, atraiu dezenas de restaurantes e bares, muitos deles já instalados em pontos tradicionais da zona sul carioca.

Mas, desde sexta-feira (21), duas ocorrências colocaram o Vidigal no mapa da violência da cidade. Na sexta-feira (21), um helicóptero que fazia um sobrevoo com três turistas pela região foi alvejado na parte traseira por um tiro. O piloto foi obrigado a fazer um pouso de emergência na Praia de São Conrado, local também usado pelos praticantes de voo livre. Por sorte, o pouso foi feito sem problemas e ninguém se feriu.

Na madrugada deste domingo (23), o sargento da Polícia Militar Hudson Silva de Araújo, de 46 anos, que fazia um patrulhamento de rotina com outros policiais pelas ruas da comunidade levou um tiro em uma emboscada e morreu. O militar será enterrado nesta terça-feira (25) no Cemitério Jardim da Saudade, no Mausoléu da PM, no bairro da Sulacap, zona oeste do Rio.

O Batalhão de Ações com Cães, da Polícia Militar, realizou hoje (24) uma operação na comunidade. A PM informou, por meio de nota, que a ação teve por finalidade a execução do patrulhamento ostensivo e preventivo na região, além de buscar prender os criminosos envolvidos no ataque aos policiais da UPP, no final de semana. Na operação, foram apreendidos uma pequena quantidade de drogas e três radiotransmissores. De acordo com a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), pelo menos três suspeitos envolvidos no ataque em que o sargento Hudson foi morto já estão identificados.

Crescimento

O Vidigal é o local de partida da trilha do Morro Dois Irmãos, um dos mais bonitos cartões-postais do Rio. Para chegar ao início do trajeto, é preciso seguir até o campo de futebol na Vila Olímpica da comunidade. É possível subir até o topo do "irmão maior", percorrendo uma trilha com cerca de 1,5 km de extensão. O mirante permite visão privilegiada de toda a zona sul do Rio.

UPP

Inaugurada em 18 de janeiro de 2012, a UPP Vidigal foi a 19ª Unidade de Polícia Pacificadora instalada em comunidades do Rio. A ocupação da área ocorreu em 13 de novembro do ano anterior, mesma data em que também foi iniciada a ocupação da Rocinha, comunidade também na zona sul. Pelo menos 30 mil moradores do Vidigal e de seu entorno (os bairros de Leblon e São Conrado) foram beneficiados pela pacificação. Hoje, a UPP tem efetivo de 246 policiais militares.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos