PGR pede acesso à investigação contra ex-presidente da CBF na Espanha

André Richter - Repórter da Agência Brasil

A Procuradoria-Geral da República (PGR) informou hoje (24) que pediu às autoridades da Espanha a transferência do processo penal aberto contra o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, que teve mandado de prisão expedido naquele país.

A PGR pretende ter acesso aos detalhes sobre a investigação aberta contra Teixeira pelos crimes de lavagem de dinheiro e organização criminosa. Ricardo Teixeira é brasileiro nato e, de acordo com a Constituição, não pode ser extraditado, mas os procuradores estudam como viabilizar a investigação no Brasil.

Na Espanha, o ex-presidente da CBF é acusado de ocultar valores recebidos de forma ilegal com a venda de direitos de transmissão de jogos da seleção brasileira. Após receber as informações, os dados da investigação serão analisados pelo Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos