ONG acrescenta duas placas a mural com estatística de mortes violentas no Rio

Flávia Villela - Repórter da Agência Brasil

A organização não governamental Rio de Paz atualizou hoje (1º) o mural com a estatística oficial de mortes violentas no Estado do Rio de Janeiro, na Lagoa Rodrigo de Freitas, zona sul do Rio de Janeiro.  A entidade, filiada ao Departamento de Informações Públicas da ONU, fixou a placa do bebe Arthur, 36ª criança vítima de bala perdida nos últimos dez anos no Rio, e do subtenente reformado William dos Santos Pinto, 92° policial militar morto neste ano no estado fluminense. O mural é atualizado mensalmente de acordo com os dados do Instituto de Segurança Pública (ISP).

Entre janeiro de 2007 e junho de 2017, houve 63.112 mortes violentas no estado do Rio de Janeiro. Nesse mesmo período, houve 57.513 casos de desaparecimentos.

O ISP, órgão da Secretaria Estadual de Segurança, apresentou dados na última sexta-feira (28) que apontam o expressivo aumento no número de crimes no estado ao longo do primeiro semestre do ano, em comparação ao mesmo período de 2016. Os casos de homicídio doloso passaram de 2.472 para 2.723, registrando um crescimento de 10,2%, os de latrocínio (roubo seguido de morte) aumentaram 21,2% (de 114 para 138 ocorrências) e os de homicídios decorrentes de oposição à intervenção policial tiveram um incremento ainda maior, de 45,3%, subindo de 400 para 581 casos.

De acordo com os dados divulgados na sexta-feira, as cinco Áreas Integradas de Segurança Pública correspondentes a dez municípios da Região Metropolitana do Rio e a 15 bairros da zona norte da capital mais afastados do centro, somadas, registram 36,5% das vítimas de homicídio doloso no estado. Por outro lado, as duas áreas que abrangem 15 municípios das regiões norte e noroeste do estado não registraram homicídios dolosos no mês de junho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos