Brasil e México assinam acordo para proteger propriedade da cachaça e da tequila

Ivan Richard Esposito - Repórter da Agência Brasil

Produção de cachaçaReprodução/TV Brasil

Ligadas diretamente às culturas do Brasil e do México, a cachaça e a tequila agora terão proteção plena de propriedade e qualidade na comercialização nos dois países. Acordo assinado nessa sexta-feira (4) pelo presidente Michel Temer reconhece as duas bebidas como indicações geográficas e produtos distintivos dos dois países.

O acordo estabelece que toda bebida vendida no Brasil com o nome de tequila será de fabricação mexicana, assim como toda cachaça vendida no mercado mexicano deverá ter sido fabricada no Brasil.

Desde 2015, Brasil e México fazem tratativas sobre a proteção recíproca da cachaça e da tequila na relação bilateral. Com a assinatura do acordo, a qualidade e a procedência das bebidas nos dois países serão atestadas conforme procedimentos tradicionais e passarão a ser controlados e supervisionados pelas autoridades competentes de cada país.

"O acordo ratifica a tradição dos dois países na produção das iguarias e o valor simbólico para a cultura local, uma vez que chancela o interesse comum em salvaguardar a preservação da integridade e a originalidade das duas bebidas nacionais", diz trecho da exposição de motivos do acordo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos