MPF pede a Moro que suspenda transferência de Bendine para presídio

Daniel Isaia - Correspondente da Agência Brasil

O Ministério Público Federal (MPF) pediu ao juiz federal Sérgio Moro a suspensão da transferência do e x-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil, Aldemir Bendine, para o Complexo Médico Penal (CMP), em Pinhais, região metropolitana de Curitiba. O réu está detido na carceragem da Polícia Federal (PF) na capital paranaense.

A defesa já havia enviado um pedido de reconsideração a Moro sob o argumento de que a filha de Bendine, que sofre de desordens psiquiátricas, teria sua situação agravada ao visitar o pai no presídio paranaense.

O procurador da República Athayde Ribeiro Costa, integrante da força-tarefa da Operação Lava Jato, assina o pedido do MPF.

"Considerando o relato do acautelado Aldemir Bendine, o MPF requer, por ora, a suspensão da decisão que determinou a transferência para o CMP, com intuito de melhor avaliar as condições de visitação daquela unidade, bem como a real situação de sua família", diz a petição.

Aldemir Bendine foi preso no dia 27 de julho, durante a 42ª fase da Operação Lava Jato, suspeito de ter recebido R$ 3 milhões em propina do Grupo Odebrecht.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos