No Rio, Justiça nega recurso de condenados pela morte de ciclista na Lagoa

Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil

A Terceira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro negou, na sessão de hoje (8), recursos de embargos infringentes e de nulidade da sentença dos condenados pela morte do médico Jaime Gold, 57 anos, no dia 19 de maio  2015.

Gold morreu depois de ter sido vítima de um assalto no dia anterior (19) quando andava de bicicleta na Lagoa Rodrigo de Freitas, um dos principais cartões-postais da cidade.

O médico foi abordado por dois adolescentes, segundo a Polícia Civil, quando andava de bicicleta na ciclovia da Lagoa, na altura da Curva do Colombo. Ele foi esfaqueado na barriga e no braço, mesmo sem reagir ao assalto, foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para o Hospital Miguel Couto, também na zona sul, onde passou por cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos.

Na época do crime, os três adolescentes que foram acusados de envolvimento eram menores de idade, e dois deles tiveram que cumprir medidas socioeducativas. O relator do recurso foi o desembargador Paulo Rangel do Nascimento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos