STF autoriza extradição de israelense acusado de matar palestino

André Richter - Repórter da Agência Brasil

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (8) autorizar a extradição para Israel de um cidadão israelense condenado pela Justiça de Tel-Aviv por homicídio praticado contra um palestino. Yehoshua Elizur fugiu em 2005, antes do anúncio da sentença, e foi preso em São Paulo há dois anos.

No julgamento, o colegiado entendeu que Israel tem competência para julgar o crime, mesmo que o fato tenha ocorrido em território da Cisjordânia e sob as regras do Tratado de Oslo, que dividiu as áreas controladas pelo governo de Israel e pela Autoridade Palestina de forma não definitiva.

De acordo com o processo, Elizur parou um micro-ônibus que transitava por uma estrada próxima a um assentamento palestino e deu um tiro de fuzil contra um dos ocupantes do veículo.  A data da extradição ainda não foi definida pela Corte, pois ainda cabe recurso contra a decisão que autorizou a extradição.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos