Exército decidirá sobre destinação de fuzis apreendidos no Galeão

Flávia Villela - Repórter da Agência Brasil

A 8ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro determinou hoje (1º) a imediata remessa ao Comando do Exército dos 60 fuzis de alto poder bélico apreendidos em junho pela Polícia Civil no Aeroporto Internacional do Galeão/Antônio Carlos Jobim. Caberá ao Exército decidir sobre a destinação das armas.

Na decisão, a juíza Valeria Caldi Magalhães ressaltou que o comando da corporação pode escolher pela destruição ou destinação das armas a órgãos de segurança pública.

Após a perícia das armas, o Ministério Público Federal havia dado parecer favorável à entrega ao Exército. O arsenal inclui 14 fuzis AR-10, 45 fuzis AK-47, um fuzil G3 e uma pistola Glock G19.

O Exército ainda precisa determinar se as armas obedecem ao padrão e à dotação de cada Força Armada ou órgão de segurança pública para serem doadas.

As armas foram encontradas em contêineres, escondidos em aquecedores para piscinas, no terminal de cargas do aeroporto. A mercadoria ilegal veio de Miami, nos Estados Unidos.

Na época, quatro pessoas foram presas, acusadas de participar da importação ilegal. Investigações da Polícia Civil apontam que um brasileiro que vive em Miami lidera a organização criminosa que tentou exportar o armamento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos