No Tocantins, Temer diz que Legislativo e Executivo devem governar juntos

Yara Aquino - Repórter da Agência Brasil

Cerimônia de assinatura da Ordem de Serviço de construção da ponte rodoviária sobre o Rio Araguaia Beto Barata/PR

Durante cerimônia, hoje (14), em Xambioá (TO), para assinatura de ordem de serviço para a construção de uma ponte, o presidente Michel Temer disse que ao assumir a condução do Brasil verificou a necessidade de construir várias pontes no país.  Segundo ele, as pontes já estabelecidas por seu governo tiveram o mérito de "promover uma pacificação entre os brasileiros".

Temer disse que a primeira ponte que precisava ser estabelecida era com relação ao Congresso Nacional, uma vez que Executivo e Legislativo devem governar juntos."E conseguimos com o apoio do Congresso Nacional vencer uma recessão extraordinária,  conseguimos chegar hoje com esta ponte estabelecida de um lado com o Congresso Nacional, do outro lado com a sociedade", disse ao discursar em Xambioá. 

No município tocantinense, o presidente citou o abuso de autoridade ao dizer que a única autoridade existente é a Constituição. "Somos autoridades constituídas, a única autoridade existente no sistema é a Lei, é a Constituição. Quando falam em abuso de autoridade, falo o seguinte, não é abuso de autoridade contra o presidente, governador, deputado. Quando alguém ultrapassa os limites da lei, ai que é a violação da autoridade. Que é uma coisa que temos que evitar no Brasil", disse.

A ponte a ser construída sobre o Rio Araguaia vai ligar os municípios de Xambioá e São Geraldo do Araguaia (PA). Após a cerimônia em Xambioá, o presidente e a comitiva seguiram para a cidade paraense, onde houve nova solenidade para lançamento da obra. No segundo evento, Temer disse que a construção também irá gerar empregos para a região. "Quando a gente quer construir uma obra, não é só em função da obra, é que ela gera emprego, e o desemprego é algo que nos preocupa enormemente".

A obra

A ponte sobre o Rio Araguaia terá 1,7 quilômetros de extensão e vai ligar os municípios de Xambioá e São Geraldo do Araguaia pela BR-153. Atualmente, a travessia entre as duas cidades é feita em balsas que transportam pessoas, veículos leves e de carga.

O ministro dos Transportes, Maurício Quintella, que também participou das cerimônias, informou que R$ 56 milhões estão garantidos na lei orçamentária deste ano para as obras da ponte e outros R$ 50 milhões previstos no orçamento de 2018. Neste montante não estão incluídos os investimentos referentes à supervisão da obra, à desapropriação e ao licenciamento ambiental, de acordo com o ministério.

A obra vai melhorar a logística da BR-153 e beneficiará a região produtora conhecida como Matopiba, que engloba os estados do Maranhão, de Tocantins, do Piauí e  da Bahia. A BR-153 é a principal rota para o escoamento da produção local, caracterizada principalmente pelas atividades da agropecuária, de mineração e serrarias. "É uma obra de integração não só regional mas nacional", disse Quintella.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos