Dia Mundial do Vegetarianismo: entenda esse estilo de vida

Fabíola Sinimbú e Líria Jade - Repórteres da Agência Brasil

Cada vez mais a população vem aderindo à dieta vegetariana, seja por opção nutricional ou por adoção ao estilo de vida. Há quem seja contrário ao sofrimento dos animais, quem queira adotar uma dieta mais leve, quem seja alérgico à proteína da carne, ou faça a opção por motivos religiosos. Hoje (1º), no Dia Mundial do Vegetarianismo, a Agência Brasil mostra curiosidades do vegetarianismo.

>> Confira especial da Agência Brasil - Vegetarianismo: Entenda esse estilo de vida

Entenda esse estilo de vida

A dieta vegetariana difere da dieta onívora - em que a base da alimentação são os vegetais e animais - em vários aspectos. De acordo com a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB), o vegetariano pode ou não ingerir alimentos derivados de animais. Tanto é que há subdivisões no grupo, como as dietas vegana, a lacto-vegetariana, a ovo-lacto-vegetariana, a ovo-vegetariana, a crudívora e a frugívora.

Segundo o coordenador jurídico da SVB, Ulisses Borges, em 2013, 8% a 9% dos brasileiros se declararam vegetarianos em pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia de Estatística (IBGE). Dados do Instituto Ipsos - empresa de pesquisa e de inteligência de mercado - apontam que 28% dos brasileiros têm procurado comer menos carne. Ulisses Borges destaca que há valores éticos e filosóficos tanto para fundamentar a dieta vegetariana quanto para uma não vegetariana.

O crescimento desses tipos de dieta no Brasil acompanha uma tendência mundial. Segundo a SVB, na Europa, por exemplo, 14% de todos os novos produtos lançados em 2015 são vegetarianos ou veganos. De 2013 a 2015, o lançamento de produtos veganos cresceu 150% no continente europeu. Nos supermercados brasileiros também já é possível encontrar muitas versões veganas de produtos cárneos ou lácteos como nuggets, presuntos, quibes, coxinhas, salsichas, linguiças, sorvetes e requeijões.

Sobre os aspectos nutricionais da dieta, a nutricionista Shila Minari explica que os vegetarianos podem ter uma alimentação balanceada e saudável. "Do mesmo jeito que uma pessoa que come carne pode fazer escolhas alimentares erradas e ter problemas, pessoas vegetarianas também podem ter problemas", alerta.

A nutricionista aconselha a inclusão de leguminosas e fontes de proteína não animal na alimentação de quem opta por esse estilo. A profissional explica que suplementos de vitamina B12 muitas vezes são necessários para os vegetarianos, uma vez que se trata da única vitamina que não é suprida com esse tipo de alimentação.

Para ter uma dieta balanceada e não compensar a falta de proteína animal com outros alimentos pobres em nutrientes, Shila aconselha acompanhamento profissional. "É importante que quem vá começar uma dieta vegetariana faça acompanhamento nutricional", recomenda.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos