Alckmin propõe a Temer criação de uma agência para combate ao tráfico de drogas

Camila Maciel - Repórter da Agência Brasil

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, propôs ao presidente Michel Temer, em reunião hoje (2) em Brasília, a criação de uma agência integrada de inteligência para o combate ao tráfico de drogas e armas.

Pela proposta, o órgão seria composto por agentes das polícias federal e rodoviária, das Forças Armadas, da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), além dos estados. Além da disponibilização do efetivo, a participação dos governos estaduais se daria pela integração da base de dados da área de segurança.

No encontro, marcado para discutir assuntos de interesse do estado de São Paulo, Alckmin cobrou também mais verbas para as obras do Rodoanel - anel viário que interliga as principais rodovias do estado. Ele pede a liberação de R$ 620 milhões para conclusão das obras do trecho norte do Rodoanel Mário Covas.

Segundo o governador, só falta este trecho para concluir os 180 quilômetros da rodovia. Ele aponta que a obra é estratégica, pois ligará o aeroporto de Guarulhos ao Porto de Santos.

Alckmin apontou que, até o final do ano, o empreendimento exigirá cerca de R$ 1,9 bilhão em recursos. O governo paulista apontou que foram liberados, até o início de agosto, cerca de R$ 87 milhões, restando R$ 532 milhões em repasses. Segundo o governador, a obra só terá continuidade se puder contar com a liberação da verba indicada no orçamento da União deste ano.

Sobre a viabilidade da liberação dos recursos, a Agência Brasil procurou a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto, que não quis comentar o assunto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos