Mortes violentas e roubos de rua aumentam em agosto no Rio de Janeiro

Vladimir Platonow - Repórter da Agência Brasil

  • HUMBERTO OHANA/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

    29.set.2017 - O Prefeito do Rio, Marcelo Crivella, visita a favela da Rocinha

    29.set.2017 - O Prefeito do Rio, Marcelo Crivella, visita a favela da Rocinha

O Estado do Rio de Janeiro registrou 482 mortes violentas em agosto, com cerca de 15 vítimas por dia entre homicídios dolosos, latrocínios, confrontos com a polícia e lesão corporal seguida de morte. O número oi divulgado hoje (2) pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), da Secretaria Estadual de Segurança.

Os dados de agosto também revelam um aumento no número de roubos de rua, que chegaram a 12.886 no mês, equivalente a 415 casos de roubos a pedestre, em ônibus e na rua por dia, ou 17 casos por hora. O número é 17,6% maior que o registrado em agosto de ano passado, que teve 10.959 casos.

No roubo de celulares, o aumento em relação a agosto de 2016 foi de 38%, com 2.419 casos em agosto deste ano ante 1.754 no mesmo mês do ano passado.

Os roubos de carga, apesar do reforço da Força Nacional de Segurança e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) para combater esse tipo de crime, também aumentaram em agosto, chegando a 843 ocorrências, contra 759 no mesmo mês de 2016, um crescimento de 84 casos, ou mais 11%.

Outro índice que demonstrou forte crescimento foi o roubo de veículos, com 4.613 casos em agosto deste ano, contra 3.041 em agosto de 2016, um aumento de 1.572 casos no mês, ou mais 51,7%. Os dados completos podem ser acessados na página do ISP (www.isp.rj.gov.br).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos