Estiagem eleva preços de hortifrutigranjeiros na Ceagesp

Marli Moreira - Repórter da Agência Brasil

Os preços dos produtos hortifrutigranjeiros comercializados no maior centro atacadista do gênero da América Latina, a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), subiram, em média, 4,88% em setembro. Essa foi a segunda maior alta do ano, influenciada pela estiagem prolongada, que afetou principalmente as frutas.

Até agora, o maior aumento este ano tinha sido registrado em fevereiro (5,78%), quando as cotações sofreram o impacto do excesso de chuva nas lavouras.

Ceagesp é o maior centro atacadista do gênero da América LatinaRovena Rosa/Agência Brasil

Apesar da alta dos preços em setembro, no acumulado do ano, o índice ainda aponta leve recuo, de 0,76%, em relação ao mesmo período de 2016. Já nos últimos 12 meses, o índice acumula alta de 0,11%.

Os preços das frutas aumentaram, em média, 7,9%, com destaque para a carambola (57,6%), o kiwi estrangeiro (55,5%), o mamão formosa (49,5%), o limão taiti (37,5%), o maracujá azedo (31,5%) e o maracujá doce (21,8%).

Também foi registrada alta no setor de pescados (6,1%) Já os legumes apresentaram queda de 1,11%; as verduras de (5,09%) e no setor de diversos, que inclui cebola, alho e batata comum, entre outros, houve queda média de 1,93% nos preços.

Em relação ao volume de vendas, em setembro, foram negociados 275,067 mil toneladas de produtos hortifrutigranjeiros, 4,82% mais do que em agosto. De janeiro a setembro, o volume cresceu 3,96% na comparação com o mesmo período de 2016.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos