Aéreas pedem ajuda de Temer na aprovação de acordo que amplia voos com os EUA

Marcelo Brandão - Repórter da Agência Brasil

Representantes das empresas de aviação American Airlines e Latam estiveram com o presidente Michel Temer hoje (16) e pediram sua ajuda para acelerar a viabilidade do Acordo Céus Abertos. Na prática, o acordo, firmado entre os governos do Brasil e dos Estados Unidos, pode ampliar o número de voos entre os dois países por meio da flexibilização de tarifas e eliminação de restrições.

O acordo foi assinado em 2012, ainda pela presidente Dilma Rousseff. Mas precisava ser aprovado pelo Congresso Nacional para ter eficácia, o que ainda não ocorreu. Quando assumiu a presidência, em 2016, Temer enviou o acordo para o Congresso, ratificando o interesse do país na questão.

O acordo prevê, entre outras coisas, novas e melhores tarifas, mais voos, mais emprego, renda e crescimento econômico, além de novos investimentos em infraestrutura. Uma das áreas favorecidas será o aumento do tráfego de passageiros e turistas, além de melhores serviços.

Tanto Latam quanto American Airlines querem que o presidente interceda para que os parlamentares deem andamento à tramitação da matéria. Temer acenou com simpatia ao pedido das aéreas, afirmando que apoia as iniciativas que gerem emprego no país.

Investimentos no Brasil

As duas companhias também informaram ao presidente que farão investimentos no país, cada uma com a construção de um centro de manutenção de aeronaves em Guarulhos. No caso da American Airlines, trata-se do primeiro centro de manutenção da empresa fora dos Estados Unidos, e deverá custar US$ 100 milhões à empresa norte-americana. Já a Latam vai investir R$ 130 milhões em seu centro de manutenção.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos