Em Curitiba, polícia prende suspeitos de desviar R$ 10,5 milhões do BB

Letycia Bond - Repórter da Agência Brasil

Cinco pessoas foram presas hoje (17) na Operação Sangria, deflagrada pela Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba. Entre elas, estão um ex-gerente-geral do Banco do Brasil (BB), um contador e três empresários de sete companhias dos ramos de medicina veterinária e consultoria jurídica. A operação investiga esquema de fraudes que pode ter desviadp R$ 10,5 milhões da instituição bancária. As empresas são de grande porte e estão instaladas nos estados de Goiás e Paraná, segundo a polícia.

Com a investigação, que durou um pouco mais de um ano, os policiais civis descobriram que o contador abria contas bancárias na agência do Banco do Brasil onde estava lotado o gerente, sem o conhecimento de alguns dos sócios das empresas. Por meio das contas, o gerente, há 17 anos no cargo, fazia empréstimos e antecipação de títulos.

Dos 54 mandatos, que foram cumpridos em Curitiba (PR), Brasília (DF), São Paulo (SP) e Anápolis (GO), sete são de prisão e sete de prisão coercitiva. Dois empresários - um do Paraná e outro de Goiás - estão foragidos. Cerca de 80 policiais participaram da ação.

Os acusados responderão por associação criminosa, lavagem de dinheiro, peculato, falsificação de documentos e duplicata simulada, devido à emissão de títulos de crédito sem a devida prestação. Os nomes dos suspeitos não foram divulgados pela polícia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos