Tiroteios envolvendo policiais deixam 2 mortos na Rocinha e no Vidigal, no Rio

Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil

Confrontos envolvendo policiais militares e criminosos nas comunidades da Rocinha e do Vidigal, na zona sul  do Rio de Janeiro, deixaram dois mortos na noite de ontem (17). No Vidigal, agentes da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) faziam patrulhamento na localidade de Pedrinhas, quando, segundo a Polícia Militar (PM), foram atacados por criminosos armados.

Um adolescente morreu durante o tiroteio. Segundo a PM, ele estava com uma pistola 9 milímetros. Depois de buscas pela favela, os agentes receberam denúncias de que suspeitos de participação no tiroteio estavam em uma casa. Na manhã de hoje, eles encontraram dois deles dentro da casa, um deles estava baleado. O ferido foi encaminhado ao Hospital Municipal Miguel Couto, sob custódia da PM.

Já na Rocinha, homens do Batalhão de Choque entraram em confronto com homens armados. Um homem foi baleado durante o tiroteio e encaminhado para o Miguel Couto, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Segundo a PM, a vítima estava com uma pistola 9 milímetros e uma granada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos