Presidente do Parlamento catalão diz que medidas de Rajoy não serão aceitas

Da Agência EFE*

A presidente do Parlamento da Catalunha, Carme Forcadell, garantiu hoje (21) que os integrantes da Câmara não permitirão a implementação das medidas aprovadas neste sábado pelo Conselho de Ministros da Espanha para restabelecer a legalidade na região, o que ela qualificou de "golpe de Estado". As informações da Agência EFE.

Carme foi ao Parlamento catalão horas depois de o presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy, anunciar que irá propor a dissolução de todo o gabinete, a limitação das funções do órgão e a convocação de eleições regionais em até seis meses.

Segundo ela, com essas medidas, o Executivo espanhol "passou de todos os limites".

"Os que enchem a boca para falar da Constituição cairão no maior flagrante de inconstitucionalidade ao tentar suspender a democracia na Catalunha", afirmou.

Ela lembrou que as autoridades catalães fizeram uma oferta de diálogo ao governo espanhol, mas disse que Rajoy tem se comportado "com enorme irresponsabilidade política" e que no fim deu um "golpe de Estado com o qual pretende decapitar as instituições catalãs e se apropriar delas", disse. 

*É proibida a reprodução total ou parcial desse material. Direitos Reservados

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos