Mais 19 unidades de saúde passam a oferecer vacina da febre amarela em São Paulo

Marli Moreira - Repórter da Agência Brasil

A partir de hoje (25), mais 19 Unidades Básicas de Saúde passam a integrar a campanha emergencial de vacinação contra a febre amarela na zona norte da capital paulista. Com isso, 27 postos em toda a região terão vacinas para imunizar a população contra a doença. A expectativa é que o atendimento seja ampliado para 33 unidades até o fim desta semana.

Desde o último sábado (21), centenas de pessoas têm procurado os postos de saúde da região do Horto Florestal, e as filas têm sido grandes.

O local abriga um dos parques estaduais da cidade, encravado ao pé da Serra da Cantareira, área limite entre ocupações urbanas e trechos de preservação ambiental da Mata Atlântica. Na última sexta-feira (20), foi encontrado no Horto um macaco bugio morto. Exames confirmaram a presença do vírus da febre amarela.

Desde então, estão fechados para a visitação pública tanto o Horto Florestal, como o parque da Cantareira, na divisa com o município de Mairiporã.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, até ontem (24), tinham sido vacinadas no entorno do Horto Florestal e do Parque Estadual da Cantareira, 24.995 pessoas.

Somando a população que vem sendo imunizada desde o dia 11 de setembro, no Distrito Anhanguera, no noroeste da cidade, o número sobe para 63.679, o que é ainda baixo diante da meta de vacinar 2,5 milhões de pessoas.

Além das unidades fixas, a vacinação é feita também em um posto volante, na sede da associação de bairro da Vila Amélia, que fica na Rua Tomé Afonso de Moura, 345.

O secretário municipal de Saúde, Wilson Pollara, alerta que "não há motivo para pânico ou corrida às unidades de saúde" porque, gradativamente, serão atendidos todos os moradores da zona norte.

Ele lembrou que a prioridade é aplicar a dose única da vacina na população que vive até 500 metros do parque do Horto Florestal. Em uma segunda fase, a imunização será ampliada para os que residem a mil metros de distância deste local.

A secretaria lembra ainda que algumas pessoas não podem tomar a vacina, caso de gestantes, mulheres amamentando, crianças com até 6 meses e pessoas imunodeprimidas, como pacientes em tratamento quimioterápico, radioterápico ou com corticoides em doses elevadas (portadores de Lúpus, por exemplo). A prefeitura recomenda que essas pessoas consultem um médico.

Parques

Ontem (24), foi anunciado o fechamento para visitação do parque Anhanguera, na região de Perus, bairro do extremo noroeste. Nesse local, foi encontrado um macaco do tipo sagui e os primeiros testes indicam se tratar também de mais um caso de febre amarela. Fata a confirmação por meio do exame histoquímico. A Secretaria do Verde e do Meio Ambiente também recomenda a não utilização dos parques lineares Canivete e Córrego do Bispo. As medidas são por tempo indeterminado.

Mais uma vez, a prefeitura destaca que os primatas não são transmissores do vírus, e sim os mosquitos Haemagogus e Sabethes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos