Reinício de combates em reduto do Estado Islâmico deixa 73 mortos na Síria

Da Agência EFE

Pelo menos 23 soldados das forças governamentais sírias e 50 combatentes do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) morreram nas últimas horas com o reinício dos combates na cidade de Deir ez-Zor, no nordeste da Síria, informou hoje (29) a Organização Não Governamental (ONG) Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Os enfrentamentos, que foram os mais sangrentos desde o último dia 10 de setembro e ainda continuam, começaram de madrugada na região de Huiya Saqr, uma ilha no rio Eufrates que está sob o controle das forças leais ao presidente Bashar al Assad há uma semana. As informações são da agência de notícias EFE.

Segundo a ONG, o Estado Islâmico aproveitou o mau tempo da noite passada para realizar um ataque surpresa contra postos das forças governamentais.

Depois, os soldados leais ao governo de Damasco conseguiram contra-atacar com a cobertura de aviões russos e sírios, e tomaram o controle dos bairros Al Arifi e Al Omal, além de um estádio esportivo.

As forças governamentais já controlam cerca de 90% do território de Deir ez-Zor, que no passado foi um dos principais redutos do EI, junto com Raqqa, cidade recentemente conquistada pelas Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança de milícias liderada por curdos.

* É proibida a reprodução total ou parcial desse material. Direitos Reservados

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos