Comandante é exonerada após PM ser preso com dinheiro dentro de batalhão no Rio

Vinícius Lisboa - Repórter da Agência Brasil

A comandante Cláudia Lovalin, do 3º Comando de Policiamento de Área (CPA), em Nova Iguaçu, foi exonerada do cargo depois que um policial foi preso ontem (10) em sua unidade, com envelopes contendo dinheiro. A informação foi divulgada hoje (11) pela Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, depois que o jornal O Dia noticiou a exoneração e informou que os envelopes continham R$ 18 mil.

"Diante da gravidade do fato, o Comando-Geral da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro decidiu exonerar a  Comandante do 3º CPA", diz a nota divulgada pela Polícia Militar.

O policial que portava os envelopes foi preso em flagrante e encaminhado à Unidade Prisional da PM, em Niterói. Outro policial que o acompanhava foi preso administrativamente e ficará detido no próprio batalhão onde trabalha, o 20º BPM (Mesquita). O texto divulgado pela polícia não informa a identidade dos policiais detidos.

A Polícia Militar afirma que o fato vinha sendo investigado pela 3ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar que filmou o momento em que os policiais saíram de um prédio comercial e se dirigiram ao 3º CPA, unidade que comanda o policiamento na Baixada Fluminense e fica nas dependências do 20º batalhão. Dentro da unidade, eles foram abordados e detidos.

No mês passado, o comandante do 20º batalhão já havia sido exonerado, após uma investigação da corregedoria da Polícia Militar que apontou o envolvimento de policiais militares da Baixada com contraventores da região.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos