TRE-RJ mantém prisão do presidente do PR, ex-ministro Antônio Carlos Rodrigues

Vladimir Platonow - Repórter da Agência Brasil

O presidente nacional do PR e ex-ministro dos Transportes Antônio Carlos Rodrigues deixa o IML após se apresentar à PFFabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Os desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio de Janeiro mantiveram hoje (4), por unanimidade, a prisão do presidente nacional do PR, o ex-ministro dos Transportes Antônio Carlos Rodrigues.

Os magistrados julgaram um habeas corpus impetrado pela defesa de Rodrigues, acusado dos crimes de falsidade ideológica, organização criminosa, corrupção passiva, extorsão e lavagem de dinheiro relacionados a um suposto esquema de caixa 2 na campanha de Anthony Garotinho ao governo do Rio de Janeiro em 2014.

De acordo com a relatora do processo, desembargadora eleitoral Cristiane Frota, está demonstrado que as medidas cautelares alternativas à prisão não se mostraram suficientes para resguardar a adequada e necessária instrução criminal.

A magistrada destacou que Rodrigues ficou foragido por quatro dias após a determinação de sua prisão. O presidente do PR está preso na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica. Ainda cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos