Mais antigo bloco de rua carioca; Bola Preta lança camiseta do centenário

Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro - Pedro Ernesto Marinho, presidente do Cordão da Bola, com a camiseta comemorativa do centenário do tradicional blocoTânia Rêgo/Agência Brasil

Com show gratuito da cantora Maria Rita e participação da banda do Cordão da Bola Preta, integrada por 30 músicos sob a batuta do maestro Altamiro Gonçalves, a mais antiga agremiação carnavalesca do Rio de Janeiro lança hoje (1º) à noite, no Terreirão do Samba, zona central da capital fluminense, a camiseta do centésimo carnaval da história do bloco, com arte do cartunista e escritor Ziraldo.

O presidente do Bola, Pedro Ernesto Marinho, explicou que o aniversário de fundação do bloco será somente no dia 31 de dezembro deste ano. "Na realidade, a gente completou 99 anos ontem (31) e a partir da zero hora de hoje (1º) é o ano do centenário, cujo ápice vai acontecer no dia 31 de dezembro, quando é a data oficial do centenário do Cordão da Bola Preta. Mas é um ano todo de comemoração", acentuou.

Durante todo o ano de 2018, o Cordão da Bola Preta pretende organizar vários eventos em alusão aos 100 anos da agremiação. Um deles é o lançamento de um livro-álbum e de um CD, para o qual Pedro Ernesto Marinho está buscando patrocínio.

No desfile do carnaval deste ano do Bola, Marinho pretende também reviver as fantasias que marcaram época nos festejos de Momo na cidade. "Até porque o Bola Preta surgiu de uma 'pierrete'. Porque o líder da fundação do bloco, o Caveirinha, tinha uma paixão louca por uma 'pierrete', que estava lá com seu vestido branco de bolas pretas. Por aí, começou tudo".

O Cordão da Bola Preta foi fundado em 1918 por Álvaro Gomes de Oliveira, o Caveirinha; Francisco Brício Filho, o Chico Brício; Eugênio Ferreira; João Torres; e os três irmãos Oliveira Roxo: Jair, Joel e Arquimedes Guimarães.

As festividades pelo primeiro centenário terão como chave de ouro um grande baile popular, no dia 30 de dezembro, que será realizado no centro da cidade. O local ainda está sendo definido, mas Marinho adiantou que poderá ser na Cinelândia, na Praça Mauá ou na Praça Tiradentes, vizinha da sede do bloco, para que a participação das pessoas seja a maior possível. "A gente vai fazer, realmente, uma festa bonita em homenagem aos foliões porque, na realidade, tudo que o Bola é e tem deve aos foliões".

O Cordão da Bola Preta tem como musa Selminha Sorriso; o embaixador do bloco é o compositor José Roberto Kelly; a madrinha é a cantora Maria Rita; e a porta-estandarte, a atriz Leandra Leal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos