Em mensagem para 2018, secretário-geral da ONU pede união dos povos

Maiana Diniz - Repórter da Agência Brasil

Secretário-geral da ONU, António GuterresONU/ Mark Garten

Em comunicado de Ano-Novo, o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse que para 2018 não lançaria novamente um apelo à paz no mundo, como fez em 2017, quando iniciou seu mandato, porque "infelizmente o mundo seguiu, em grande medida, o caminho inverso".

Para 2018, a mensagem de Guterres é um alerta para o aumento da desigualdade, dos nacionalismos e da xenofobia no planeta. Ele pediu união dos povos, apontando esse como o único caminho para solucionar conflitos que se aprofundaram no último ano. "A ansiedade global relacionada com as armas nucleares atingiu o seu pico desde a Guerra Fria. As mudanças climáticas avançam mais rapidamente do que os nossos esforços para enfrentá-las", destacou.

Por último, ele fez um apelo aos líderes mundiais para que assumam um compromisso de Ano-Novo. "Estreitem laços. Lancem pontes. Reconstruam a confiança reunindo as pessoas em torno de objetivos comuns. A união é o caminho. O nosso futuro depende dela."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos