Diretora de presídio onde ocorreram rebeliões em Goiás é afastada

Andreia Verdélio - Repórter da Agência Brasil

A Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) de Goiás determinou o afastamento da diretora da Colônia Agroindustrial do Regime Semiaberto no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, Edleidy Rodrigues, após a divulgação de um vídeo, supostamente gravado dentro da unidade por detentos. O presídio foi palco de duas rebeliões este ano. A primeira, no dia 1 de janeiro, causou a morte de nove presos e 14 ficaram feridos, e a segunda, na noite de quinta-feira (4).

O vídeo, supostamente gravado no dia 1, mostra detentos usando drogas no interior da unidade, durante o que parece ser uma festa de aniversário. Segundo nota da DGAP, ao tomar conhecimento das imagens, o diretor-geral coronel Edson Costa Araújo determinou a abertura de sindicância para apurar a participação tanto de reeducandos quanto de servidores.

Até o encerramento da apuração, o servidor Álvaro Rosa Silva responderá interinamente pela unidade. A DGAP também acionou a corregedoria para investigar o que ocorreu.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos