Temer lamenta atropelamento em Copacabana e pede apuração rigorosa dos fatos

Yara Aquino - Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro - Atropelamento mata bebê em Copacabana Antonio Lacerda/Agência EFE

O presidente Michel Temer lamentou o atropelamento ocorrido na praia de Copacabana na noite de ontem (18) e prestou solidariedade às famílias das vítimas. Em publicação hoje (19), na rede social Twitter, Temer registrou ainda que espera "apuração rigorosa dos fatos".

Por volta das 20h30 de ontem, um carro invadiu o calçadão de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, deixando um bebê de oito meses morto e 16 pessoas feridas.

"Profundamente triste com a tragédia ocorrida ontem na praia de Copacabana. Minha solidariedade às famílias das vítimas, em especial aos pais da pequena Maria Louise. Torço pela recuperação dos feridos e apuração rigorosa dos fatos", registrou a mensagem no Twitter do presidente.

De acordo com investigações preliminares, o motorista que dirigia o carro seria epilético e pode ter sofrido um ataque, perdendo o controle do veículo. Segundo o Departamento de Trânsito (Detran), Antonio de Almeida Anaquim estava com a habilitação suspensa desde maio de 2014.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos