Governo Federal garante recursos para expansão do metrô de Brasília

Yara Aquino e Débora Brito - Repórteres da Agência Brasil

Os governos federal e do Distrito Federal assinaram hoje (22) autorização para licitar etapas de  expansão e modernização do metrô de Brasília, em cerimônia no Palácio do Planalto com a participação do presidente Michel Temer e do governador do DF, Rodrigo Rollemberg.

Serão licitações para a expansão do metrô em Samambaia, para a modernização das linhas em funcionamento e para a construção do viaduto da EPIG (Estrada Parque Indústrias Gráficas).

Rollemberg detalhou que serão R$ 285 milhões para expansão e modernização do metrô e R$ 20 milhões para a construção do viaduto. A esses valores será somada a contrapartida do governo do Distrito Federal. A previsão divulgada pelo Ministério das Cidades é de que o recurso para a obra totalize R$ 333 milhões.

O ministro das Cidades, Alexandre Baldy, explicou que com a assinatura da autorização ocorrida hoje, o governo federal está assegurando os recursos necessários para que o governo do DF possa realizar a licitação.

A expectativa, de acordo com Rollemberg, é que as obras possam ser iniciadas no final deste ano ou início de 2019. "Com essa autorização, vamos fazer a licitação que deve ser lançada no segundo semestre deste ano para que no fim deste ano, ou início do ano que vem, as obras de modernização e ampliação do metro possam ser iniciadas", disse. Ele acrescentou que, no caso do viaduto, a licitação poderá ser lançada no prazo de 60 dias.

O presidente Michel Temer lembrou que a expansão do metrô é uma demanda antiga da população do Distrito Federal. "A mobilidade urbana é um dos grandes desafios do nosso tempo. O metrô é o meio de transporte mais rápido, mais veloz e o que mais antede à população, portanto, o metrô é decisivo para o desenvolvimento da capital", disse ao discursar não cerimônia.

A etapa de modernização da Linha 1 compreenderá a ampliação da capacidade dos sistemas instalados por meio de modernização tecnológica. A expansão do trecho de Samambaia contemplará a extensão de 3.680 m, duas estações, ciclovia, viadutos rodoviários, bem como passagens para pedestres, paraciclos e estacionamento na superfície.

A obra do viaduto da compreende a implantação de corredor exclusivo de ônibus no eixo oeste com a construção do viaduto de intersecção da EPIG com o Setor Sudoeste e Parque da Cidade.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos