Hospital Pedro Ernesto, no Rio, poderá fazer concurso para novos residentes

Cristina Índio do Brasil - Repórter da Agência Brasil

O Hospital Universitário Pedro Ernesto (Hupe), da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), em Vila Isabel, na zona norte do Rio, poderá fazer concurso para novos residentes. A liberação foi dada nessa quarta-feira (24) pela Comissão Nacional de Residências Médicas do Ministério da Educação (MEC).

De acordo com o governo do estado, serão 230 vagas e a seleção foi marcada para o dia 3 de fevereiro. O concurso tinha sido suspenso pela comissão do MEC depois de uma vistoria realizada em dezembro, quando a unidade foi colocada sob diligência.

A liberação só ocorreu depois que o governo fluminense cumpriu uma série de exigências. A regularização do pagamento dos salários dos servidores e das bolsas dos residentes foi fundamental para que houvesse o aumento gradual da oferta de leitos a pacientes e permitiu a reavaliação da comissão do MEC. Segundo o governo do estado, o número de leitos, de 152 no mês passado, já passou para 276.

O Hupe contou ainda com o repasse de R$ 15 milhões da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Social para reequipar a unidade. Com os recursos foram comprados, entre outros, novos aparelhos de ressonância magnética, tomografia computadorizada, angiografia, radioterapia, endoscopia digestiva, oito ultrassons, dois ecocardiógrafos, mesas cirúrgicas, monitores, respiradores.

O pagamento das bolsas aos residentes e o funcionamento de leitos de terapia intensiva do hospital foram garantidos com os repasses mensais que serão feitos por meio do convênio firmado entre as secretarias de Ciência e Tecnologia e Saúde e a Uerj.

O diretor do Pedro Ernesto, Edmar Santos, afirmou que a comissão do MEC avaliou a programação da unidade, que prevê 300 leitos abertos até 1° de março. "Esta semana, já abrimos mais quatro leitos do CTI de adultos e aumentamos de dez para 15 o número de leitos do CTI neonatal. Foi um conjunto de ações que fez com que a diligência fosse retirada e o concurso, autorizado. Foi um trabalho intenso do hospital, das secretarias e do governo do estado", disse.

Edmar Santos espera para breve a retomada do hospital com capacidade total e a manutenção de 55 programas para residentes. "Tenho certeza de que estamos virando uma página para seguir em frente e trabalhar com nossa capacidade plena", observou.

Vistoria

Para que a comissão pudesse autorizar a liberação, foi feita uma nova vistoria na semana passada, após o início da recuperação da unidade. O secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Social, Gabriell Neves, prometeu que não haverá atrasos no pagamento das bolsas dos residentes. "Vamos nos empenhar para não atrasar nenhuma bolsa para os residentes do Hospital Pedro Ernesto. Esse é o meu compromisso com todos os bolsistas".

O secretário de Saúde, Luz Antonio Teixeira Júnior, destacou a importância do funcionamento da unidade hospitalar. "O Pedro Ernesto é uma referência no país, e estamos muito felizes por saber que o concurso está autorizado".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos