Comércio atacadista de SP criou mais de mil postos de trabalho em novembro

Bruno Bocchini - Repórter da Agência Brasil

O comércio atacadista no estado de São Paulo criou 1.137 empregos com carteira assinada em novembro do ano passado, resultados de resultado de 14.011 admissões e 12.874 desligamentos. Os dados, divulgados hoje (29), são da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Novembro foi o oitavo mês consecutivo em que houve mais contratações do que demissões no setor, que encerrou o mês com um estoque ativo de 500.159 vínculos trabalhistas formais, crescimento de 1,2% em relação a novembro de 2016. Segundo a Fecomercio, o número total de empregados com carteira assinada do setor não ultrapassava a barreira dos 500 mil trabalhadores desde novembro de 2015.

"O mercado de trabalho do comércio atacadista no estado segue em trajetória de recuperação, apoiado nas chamadas atividades essenciais, como alimentos, bebidas, produtos farmacêuticos e de higiene pessoal. A melhoria do consumo das famílias e o consequente impacto positivo no comércio varejista resultam também em bons números em termos de receitas e expectativas no setor atacadista", destacou a entidade, em nota.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos