Justiça autoriza transferência de deputado preso para Brasília

André Richter - Repórter da Agência Brasil

Inicialmente, o deputado ficará no Complexo Penitenciário da PapudaValter Campanato/Agência Brasil

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região, sediado em Porto Alegre, autorizou hoje (21) a transferência do deputado João Rodrigues (PSD-SC) para o sistema penitenciário de Brasília. O parlamentar foi condenado a cinco anos e três meses por dispensa irregular de licitação, quando ocupou o cargo de prefeito de Pinhalzinho (SC), e estava preso na capital gaúcha.

Com a transferência, solicitada pela defesa, o deputado poderá pedir ao Judiciário local autorização para exercer trabalho externo, exercendo o mandato durante o dia na Câmara e retornando ao presídio à noite. De acordo com a decisão, ele vai ficar incialmente no Centro de Detenção Provisória (CDP), que fica na Papuda.

No início do mês, após a expedição do mandado de prisão pelo Supremo Tribunal Federal (STF), assinado em função de condenação pela segunda instância, João Rodrigues foi preso no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. De acordo com a Polícia Federal, o deputado estava em férias com a família nos Estados Unidos e mudou o destino final da passagem do Brasil para Paraguai.

Após a prisão, em vídeo divulgado pela assessoria, o deputado alega que modificou o destino final da passagem de Campinas para Assunción, no Paraguai, para evitar constrangimentos à sua família, e que se apresentaria à PF.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos